Crescendo – A Mudança Começa em Mim

Romanos 12:2 – “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

 

Nós seres humanos temos a tendência de nos conformamos com nossa vida, costumes e modo de pensar. Normalmente entramos numa zona de conforto que impede de crescermos como seja necessário para alcançarmos nossos sonhos e objetivos de vida.

O apóstolo Paulo neste verso está claramente falando que se o nosso entendimento não for renovado, não vamos experimentar a vontade de Deus que é boa, agradável e perfeita.

Minha esposa costuma dizer que crescer dói. Seja crescimento físico, emocional ou espiritual, vai doer para mudar a situação. Como nós corremos longe da dor, muitos não crescerão, mas irão permanecer como estão. Consideram a dor da mudança maior do que a dor da resignação, e ficam como estão.

Há um animal muito interessante que é a lagosta. Não sei se você sabe, mas a lagosta é um animal mole que é envolvida por uma casca dura que a contêm. A lagosta também cresce, e quando a “roupa” dela, a casca, está muito pequena, ela deve sofrer pressões terríveis no seu corpo, que apesar de mole, ocupa todo o espaço interno e precisa se expandir para continuar crescendo.

Quando isso ocorre, ela se esconde de seus predadores enfiando-se debaixo das pedras, onde libera-se da sua casca e espera crescer uma nova, que permitirá viver bem por mais um tempo.

Depois quando esta fica pequena, mais pressões, e de novo o mesmo método, e assim sucessivamente, até ao final de sua vida.

Deus na sua sabedoria nos ensina através do reino animal, pois se estamos sobre muita pressão, sentindo as dores do crescimento, necessitamos nos refugiar na rocha que é Cristo, conforme diz no Salmos 27:5 – “Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha.”, e temos também Êxodo 33:22 “E acontecerá que, quando a minha glória passar, te porei numa fenda da penha e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja passado.”.

Ali, na fenda da rocha que é Cristo, a salvo de todos nossos inimigos, cobertos pela mão de Deus, ficaremos escondidos até que nosso entendimento seja renovado.

E se há algo que possa doer em nós é o crescimento emocional. Algumas vezes algo que recebemos na nossa criação está barrando o nosso entendimento e nosso crescimento. É o momento em que sofremos pressão e dores.

Muita gente hoje está sob pressão intensa, ainda mais com a situação econômica do nosso país.

Creio que é um tempo de Deus para que seu povo aprenda a depender somente Dele e não de homens. Mas para isso é necessário renovarmos nossa mente.

Um povo que sempre se contentou em estar bem empregado, em receber todo mês seu salário, estar feliz com isto, de repente encontra-se no deserto da vida.

Tinha fartura de tudo, e agora escassez. Não lhe falta nada, mas aquilo que estava acostumado não tem mais. Este paralelo com o povo no deserto logo após a libertação da opressão do Egito faz todo o sentido neste momento de nossa nação.

Observemos que apenas aqueles que creram em Deus e confiaram que Ele estava junto deles sobreviveram para entrar na terra prometida. Os demais, viveram uma vida conformada em estar no deserto, uma vida simples, sem falta de nada, mas sem conhecer a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para a vida deles.

Existe em matemática algo chamado ponto de inflexão ou simplesmente inflexão. É o ponto em que uma curva muda de direção. Pode-se comparar com a condução de um veículo ao longo de uma estrada sinuosa, sendo o ponto de inflexão aquele em que o volante é momentaneamente “endireitado” quando a curva muda da esquerda para a direita ou vice-versa.

O ponto de inflexão corresponde na realidade à momentos chave na nossa vida que tomamos uma decisão, ou fazemos uma escolha que muda completamente o curso da nossa vida.

Existem em quase todos nós um momento em que se apresenta um ponto de inflexão, um ponto onde alguma coisa faz a diferença entre, vitória e derrota, deserto e terra prometida, crescimento e conformar-se com a situação.

Essa mudança também pode vir de ações de terceiros, mas é sempre nossa a escolha de como reagir a estas mudanças. É necessário sabedoria para saber decidir nesses momentos, pois a pressão é muito grande.

Esta pressão e dores que estamos sofrendo precisam gerar em nós renovação de mente, mas para isto é necessário deixar para trás a velha “casca”, sem o qual não será possível crescer em entendimento.

Se isto está ocorrendo com você, corra para debaixo da rocha que é Cristo, fique à salvo dos inimigos e renove seu entendimento. Você sairá de lá pronto para um novo ciclo de grande crescimento saudável na Presença do Deus Vivo.

 

PARA EXERCITAR

Tenho passado por grandes pressões neste momento?

Como tenho reagido a este ponto de inflexão na minha vida?

Share this article

Deixe Seu Comentário