Eu um Servo?

missoesimage.jpg

Quando lemos no evangelho de João no capítulo 13, versos 1 a 17 sobre o que chamamos de cerimônia de lava-pés, nos colocamos a pensar. Temos uma sociedade em que a hierarquia e o “status” dominam sobre aqueles que não a possuem. Observem um quartel – o soldado deve servir àqueles superiores a si na organização, assim como vemos também nas empresas. Muitas vezes este modelo é reproduzido nas igrejas, e vemos as disputas por cargos, uns querendo ser mais do que os outros. Disputas intermináveis, enquanto o Espírito Santo se entristece e se retira.

Por outro lado, ao observarmos nosso Deus vemos que este possui uma forma diferente de ver o mundo. Primeiramente enviou seu único filho, Jesus, para morrer pelos nossos pecados, e na passagem citada acima vemos O Cristo lavando os pés dos seus discípulos e dizendo: “Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” – v14 e 15.
Jesus está nos chamando a servir. E é notável observar que o enviado do Deus Todo-Poderoso nos dá o exemplo. Vemos que os discípulos não estiveram sempre dispostos a servir, basta ler Marcos 10:35-45 e Lucas 22:24.

Podemos servir de muitas formas, como por exemplo: anunciando o evangelho, testemunhando com palavras e com a vida, exercendo misericórdia, socorrendo os necessitados, intercedendo uns pelos outros, ensinando e ajudando os novos na fé, zelando pelo templo, fazendo bom uso dos dons espirituais, visitando hospitais e prisões levando uma mensagem de cura e salvação.

É inegável que algumas atividades são mais relevantes do que outras, entretanto o apóstolo Paulo nos traz uma palavra sábia sobre isto em I Cor 12:20-22, dizendo que somos todos importantes e necessários para o reino de Deus, fazendo uma comparação com o corpo humano.

Alguns servem para poderem ser reconhecidos pelos homens, mas aquele que serve sem querer receber nada em troca tem garantido um galardão por parte do nosso Senhor. Devemos servir porque recebemos dons da parte de Deus para isto, e também porque devemos dar fruto, lembra-se da passagem da figueira estéril ? Todo aquele que não dá bom fruto, seca e é cortado fora. Acima de tudo devemos servir para agradar a Deus, pois para Ele soa como louvor perfeito.

Além disto é gratificante cumprirmos tarefas que nos são confiadas, é bom colher o fruto da terra que semeamos, é bom beber do poço que escavamos. Temos alegria nas nossas realizações, principalmente quando testificam da presença de Deus em nós. Gostamos de ser reconhecidos pelo nosso trabalho e é bom que reconheçamos também o dos outros – Fp 2:3,4. Não podemos nos esquecer entretanto, que toda a glória pertence a Deus.

Share this article

Deixe Seu Comentário