Reagindo aos Desafios

Reagindo aos Desafios

 

Vem a mim, e eu darei a tua carne às aves do céu e às feras do campo”  (1 Samuel 17:44)

Israel estava sendo desafiado pelo país vizinho. Neste verso Golias afronta Davi.

Haviam duas atitudes: medo e fé.

Um desafio pode ser visto como uma ameaça ou uma oportunidade. 

A maneira como respondemos ao desafio afetará significativamente se recuamos com medo ou avançamos com fé.

O medo tenta transformar oportunidades em ameaças, enquanto a fé transforma ameaças em oportunidades.

O almirante William Halsey disse uma vez: “Não existem grandes pessoas neste mundo, apenas grandes desafios que as pessoas comuns se levantam para enfrentar.” 

Os desafios nem sempre são negativos e nem sempre vêm de um inimigo. 

Os desafios podem ser positivos e vir de líderes, chefes, amigos – pessoas que esperam nos inspirar a agir. 

Ainda assim, temos que escolher qual será nossa atitude e como responderemos ao desafio que temos diante de nós. (…)

Quando algumas pessoas pensam em desafios, elas primeiro pensam nos ataques espirituais do adversário ou na multidão de problemas no mundo. 

Deus nos chamou para resistir ao inimigo e superar as dificuldades que enfrentamos na vida. São desafios aos quais o cristão grita um corajoso “não!” 

Mas existem outros desafios que enfrentamos na vida, e esses são os desafios que Deus nos dá. 

Não são ataques que vêm para roubar, matar e destruir, mas são oportunidades que nos empurram para novos limites, exigem mais de nós, nos tiram da nossa zona de conforto e nos convidam a ser mais do que jamais fomos. 

São estes os desafios aos quais devemos declarar um enfático “sim!”.

A Tese

Em todas as épocas houveram desafios, a cada era o seu.

Neste momento, a humanidade vive um grande desafio:

Manter a saúde pessoal

  • Física – vacina, cuidados quando em grupos
  • Emocional – como lidar com as freqüentes noticias ruins
  • Espiritual – manter a fé em Deus através da oração

Alguns personagens bíblicos foram desafiados por Deus e foram bem sucedidos, outros, mal sucedidos.

Vamos aprender com alguns deles hoje.

DESAFIADOS POR DEUS!

O Corpo

ELIAS

Na narrativa de I Reis 18, vemos um profeta Elias desafiado por Deus para erradicar a idolatria de Israel

Num ato de contato com Deus e de quase se desligar da realidade deste mundo, sendo bem criativo ele pede para parar de chover

Depois acontece todo o episódio dos 400 profetas de Baal em que como a lenha deveria estar bem sequinha, e seria fácil, antes de pedir fogo do céu, ele tornou dificil pedindo para molhar a lenha

Mas depois disto Jezabel disse que o mataria.

Elias passou bem no desafio físico e espiritual, mas caiu no desafio emocional

Elias tem um transtorno de pânico, a ponto de se fechar numa caverna.

Apesar de profeta, sentiu, todos os seus efeitos na alma.

A ansiedade, o estresse, o desânimo, a depressão, o desejo de desaparecer de vista, e até o desejo de morrer, mas não de suicídio ‘e foi para o deserto, andando um dia inteiro. Aí parou, sentou-se na sombra de uma árvore e teve vontade de morrer. Então orou assim: — Já chega, ó Senhor Deus! Acaba agora com a minha vida! Eu sou um fracasso, como foram os meus antepassados . ‘ 1Reis 19:4

Elias parecia ser uma pessoa como alguns de nós:

  • extremamente responsável,
  • tinha grande produtividade a nível profissional,
  • assumindo sempre uma carga excessiva, se responsabilizava pelos outros,
  • exigente consigo mesmo,
  • preocupado em excesso com os problemas quotidianos,
  • perfeccionista e
  • com alta dose de criatividade.

Mas você olha para você mesmo como sendo incapaz de resolver estes desafios e ameaças que apareceram, como Elias.

Somente quando Elias buscou a Deus é que foi tocado por Ele, recebeu orientação direta e saiu daquela situação.

Somos, todos nós, de alguma forma, vulneráveis, sendo preciso recobrar o ânimo, a consagração, a fortaleza que decorre de Deus através do seu E.S.

A nossa alma é renovada quando participamos do culto presencial (posso falar por experiência própria), quando participamos da reunião de oração nos sábados

Ai ocorre o toque do E.S. e como Elias, recobramos as forças.

NEEMIAS

Lemos sobre Neemias em I Samuel 17 e também no seu livro.

Falar sobre o que ele fez.

Vemos nele um forte compromisso, um excelente executor, confiável e leal

Neemias foi desafiado por Deus a reconstruir os muros de Jerusalém e leal que era, aceitou a tarefa

Quando estava no seu momento de maior preocupação, carregando uma carga quase insuportável por ver o casamento misto dos judeus, chegou até a espancar alguns, arrancar os cabelos, repreender, vejam: ‘Nessa época, descobri também que muitos judeus haviam casado com mulheres de Asdode, de Amom e de Moabe. Metade dos seus filhos falava a língua de Asdode ou outra língua e não sabia falar a língua dos judeus. Eu repreendi aqueles homens e os amaldiçoei; bati neles e arranquei os seus cabelos. E exigi em nome de Deus que fizessem a promessa de que nunca mais nem eles nem os seus filhos casariam com estrangeiras. ‘ Neemias 13:23-25

Num momento está segurando tudo, no outro está explodindo com raiva.

É um misto de SEGURAR e de EXPLODIR.

Algumas pessoas assim chegam a se vangloriar de agüentar coisas que ninguem agüenta.

Se você tem carregado o peso da liderança sozinho, divida com alguém de confiança

Aqui na igreja temos vários pastores que podem assisti-lo

Se você tem carregado a carga de todos os doentes e de todas as mortes que ocorreram ou estejam na eminência de acontecer

Você precisa entender que nem tudo precisa ser suportado.

O único que suportou todos os problemas do mundo foi Jesus

Lance esta carga sobre Ele

Mas se você é assim, quero dizer que você é bom em lidar com coisas difíceis e quem te conhece reconhece seu esforço, e como Neemias, você será bem sucedido no seu desafio com a ajuda de Jesus.

SAUL

Já o Rei Saul foi alguém que foi vencido pelo desafio de ser um bom rei para Israel.

A aparência de Saul preenchia todas as expectativas e anelos dos israelitas. Seu perfil e biotipo atendia a exigência da época de um homem guerreiro.

Ele fora educado com excesso de proteção, transformando-o em um super mimado ou estragado.

Saul quando soube que o profeta Samuel estava em Ramá, logo partiu àquela cidade.

Chegando lá, presenteou o profeta.

O costume de presentear alguém com o objetivo de agradar ou conseguir alguma coisa é mais antigo do que se imagina.

Para o primeiro rei de Israel, todos os seus comportamentos e atitudes eram bem maquinados.

Certo dia, impaciente com a demora de Samuel,

fez a função do mesmo, oferecendo holocaustos e ofertas ao Senhor,

mostrando ser um homem que manipulava as coisas, situações e pessoas para que tudo ocorresse como ele queria,

mesmo que isto significasse quebrar a lei mosaica.

Em outro episódio tentou negociar com o profeta e com Deus

entregando animais para sacrificio,

em nova tentativa de agradar a outros para aceitarem seu desvio de conduta.

Isto me lembra de um irmão que conheci numa outra igreja que frequentei:

Era super, hiper, espiritual, evangelista, compromissado, dizimista, etc

De repente, cadê o irmão? Havia se desviado e estava no pecado da imoralidade

Mais tarde entendemos o que ocorria:

Quando no mundo era pecador contumaz

Quando na igreja era muito religioso, procurando compensar seus erros

Como Saul, não procurava corrigir sua vida, mas dar presentes / ofertas para compensação.

Saul também tinha problemas com elogios destinados a terceiros.

Pensava que todos os elogios de Israel deveriam ser direcionados a ele.

Quando as mulheres israelitas começaram elogiar mais o jovem Davi – Saul feriu os seus milhares, porém Davi, os seus dez milhares.

Isto o incomodou profundamente.

Por fim se mostrou ser um homem perverso e frio,

porque não matou só os sacerdotes, mas também as mulheres, crianças de peito (que amamentavam) e os animais (bois, jumentas, ovelhas).
Realizando um verdadeiro massacre na cidade de Nobe.

Saul diante do desafio de governar Israel voltou-se para o mundo físico, para os acontecimentos terrenos, como se tudo dependesse somente dele e de mais ninguém.

Não ouvia mais a Deus e aos profetas.

Se ia ao templo era para acobertar seu mundo de erro

Muitos hoje estão se afastando de Deus

não de forma nominal, mas no coração

Podem até ir à igreja, assistir os cultos online, mas como estará o coração em relação a Deus?

Se Saul tivesse se mantido confiando em Deus e seguindo seus preceitos, teria se saído bem.

As pessoas com este tipo de comportamento, quando no Senhor, são grandes lideres, negociadores e conseguem fazer ótimos negócios.

DAVI

No texto que lemos logo no inicio desta pregação, Davi está enfrentando seu primeiro desafio, matar Golias.

Davi, assim como muitos de nós, somos

proativos e competitivos,

fortes e ágeis.

Ele era o tipo de pessoa que pode se dedicar ao trabalho com bastante afinco sem se cansar.

Conheço muita gente assim, mas até estes precisam de algum descanso.

Esta sua disposição para trabalhar até demasiado custou a educação dos seus filhos e a perda de alguns deles.

Quando resolveu descansar fez do jeito errado. Acho que nem sabia como fazer

Pois quando ele ficou descansando ao invés de ir à batalha,

sua ociosidade o fez ir atrás de outro desafio,

outras conquistas, no caso, Batseba.

Davi pensava ter o controle da situação

Só ele e Batseba sabiam da verdade

E além disto, ele não gostava de ser chamado a atenção,

a tal ponto que Deus deu uma estratégia ao Profeta Natan para lhe falar sobre o pecado com Batseba,

Isso, porque, este tipo, apesar de ser muito trabalhador e competitivo,

tem um medo muito grande de ser traído.

No desafio atual, alguns estão como Davi

pensando que estão no controle da situação

Na família, relacionamentos, amizades

No emprego, na empresa

Mas na verdade sem comunhão com Deus

Davi, como muitos de nós, errou, mas se quebrantou diante de Deus e reconstruiu sua comunhão com Ele.

Somente na comunhão com Deus você poderá se sentir completo e no controle da situação.

PEDRO

Já o desafio do apóstolo Pedro dispensa longas apresentações, foi do caos à glória em pouco tempo.

Pedro gostava de se expressar, tocar nas pessoas, falar, era transparente e intenso, um improvisador.

Era era do tipo italiano, explosivo, falava com as mãos em tom de voz alto.

Ele chega a adivinhar o que o outro está sentindo, se comunica muito bem.

Como falava sem pensar, quando via já tinha dado uma bola fora.

Ele tinha medo de ser abandonado, no entanto, foi quem abandonou.

Achava que tudo resolvia na conversa, chegando a perguntar a Jesus: “Largamos tudo para te seguir, o que vamos receber?” Mateus 19:27b

No meio de toda essa falação de estar junto, na primeira oportunidade foge e abandona.

Essa intensidade de variação de sentimentos na vida dele lhe trouxe dificuldades.

Então foi preencher seu vazio interior voltando a pescar.

Muitos hoje estão voltando à pesca, não à pesca literal, mas à atividade que tinham antes de Jesus transforma-los.

Talvez esteja lhe faltando o toque, o contato, ter seus sentimentos entendidos e reconhecidos.

Jesus foi até Pedro e reatou a comunhão.

Jesus está fazendo isso hoje em dia também.

No último sábado tivemos uma ótima reunião de oração, houve o derramamento de poder do alto.

Foi tão bom, que terminou e ninguem queria ir embora.

Houve um derramar da comunhão de Deus pelo seu E.S.

O desafio de Pedro e o nosso hoje é entender que Deus está no controle e que precisamos agir debaixo de Sua autoridade, confiando Nele.

A Conclusão

Você se identificou com algum destes personagens?!

Todos esses desafios resultaram em obediência (para alguns, após uma relutância inicial) e

uma grande bênção

para aquele que enfrentou o desafio e

para muitos outros alcançados com essa obediência.

Quais são alguns dos desafios que Deus te apresenta hoje ao qual deva responder com obediência e ação?

Quem sabe esteja tão desafiado pelo gigante como estava Davi e todo o Israel:

Vem a mim, e eu darei a tua carne às aves do céu e às feras do campo”  (1 Samuel 17:44)

A maneira como respondemos ao desafio afetará significativamente se recuamos com medo ou avançamos com fé.

  1. Israel todo estava com medo diante do desafio, via como ameaça
  2. Davi teve fé diante do desafio, via como oportunidade

É tempo de avançar com fé, criando oportunidades, em todas as áreas:

  • Na saúde física, emocional e espiritual
  • Nos relacionamentos pessoais
  • No ministério
  • Na família
  • Nos negócios
  • No emprego
  • E aonde mais você precisar

Te convido a se colocar em atitude de oração

Coloque:

  • Sua vida diante de Deus
  • Suas emoções
  • Suas ações
  • Sua fidelidade à Ele
  • Suas ameaças e desafios
  • Para que a fé transforme essas ameaças em oportunidades

OREMOS

Share this article

Deixe Seu Comentário