A Bíblia fala de sete frutos que haviam na Terra Prometida

A Bíblia fala de sete frutos que haviam na Terra Prometida

‭‭Deuteronômio‬ ‭8:7-8‬ ‭NVI
Pois o Senhor, o seu Deus, os está levando a uma boa terra, cheia de riachos e tanques de água, de fontes que jorram nos vales e nas colinas; terra de trigo e cevada, videiras e figueiras, de romãzeiras, azeite de oliva e mel; terra onde não faltará pão e onde não terão falta de nada; terra onde as rochas têm ferro e onde vocês poderão extrair cobre das colinas.

Todos eles são indicadores de prosperidade. Prosperidade sempre começa no nível da alma e alcança espírito e corpo. Só entra na terra prometida quem crê.

Os judeus quando entraram em Canaã tiveram que acostumar o seu paladar para comer o melhor da terra, no deserto só comiam Maná.

Entrar em nossa terra prometida hoje significa entrar em outro nível espiritual. Deus preparou frutos nesta terra que mana leite e mel que passamos a possuir.

Os Sete Frutos da Terra Prometida apontam para bênçãos espirituais:

1 – TRIGO, O FRUTO DA RENUNCIA

A colheita do trigo acontecia em Abril. Os primeiros frutos, as primícias, ou seja, o fruto mais viçoso surgia na Páscoa. O restante do trigo era colhido 50 dias depois, em Pentecostes. Os primeiros frutos (Primícias) não eram comidos, eram entregues no Tabernáculo ao Sacerdote. O sumo sacerdote movia a oferta e dançava com feixes de trigo nas mãos.

O trigo aparece em inúmeras passagens notáveis:

  • Gideão malhava o trigo quando foi chamado a ser juiz de Israel
  • Rute estava colhendo trigo quando foi abençoada por Boás
  • Araúna malhava o trigo quando viu um anjo

A Bíblia diz que o trigo só dá o seu fruto se morrer. Por isso é o fruto da renúncia. Jesus teve que morrer para nos dar vida. Se não morrermos para nós mesmos, nossos desejos e nossa carne, não teremos fruto.

Veja os demais vídeos e esboços da série FRUTO DO ESPÍRITO:

Produzindo Frutovídeoesboço

Escolhidos para Frutificarvídeoesboço

A Síndrome da Figueira Frondosavídeoesboço

A Bíblia fala de sete frutos que haviam na Terra Prometida –  esboço

2. CEVADA – O FRUTO DO RESGATE

Cevada significa cabelos longos. Era um dos principais alimentos da Palestina e o mais barato, custava metade do preço do trigo. Alimentava pessoas e animais. Colhia-se em Março e Abril. A cevada era plantada ao mesmo tempo em que o trigo, em tempos de chuva.

A Igreja precisa aproveitar os momentos, as chuvas para semear. Há tempos de seca, mas há tempos de chuvas espirituais. Precisamos ter percepção do momento certo para plantar.

  • Os pães entregues a Jesus para a multiplicação eram de cevada
  • o pão a ser lançado sobre as águas de eclesiastes 11:1 é de cevada
  • Israel é chamado pelos árabes de “bolos de cevada”, em tom pejorativo, e os seguidores de Maomé, se denominam de “trigo”
  • os midianitas do tempo de Gideão chamavam os judeus de “pães de cevada”

A cevada aponta para RESGATE. A CEVADA é um sinal profético para o resgate da sua família, do seu casamento, dos seus amigos, do nosso bairro, da nossa rua e da nossa cidade.

3. UVA – FRUTO DA CUMPLICIDADE

A uva tem valor nutricional , vitamina C, ferro e a capacidade de reduzir o colesterol.

Se um homem tinha um parreiral e figos em sua propriedade, era simbolo de felicidade e bem estar domestico.

Em Isaias 5:1-7 temos a canção do parreiral, que descreve os passos essenciais exigidos para plantar e colher uvas.

O fruto da uva aponta para PACTO e ALIANÇA. O fruto da uva sempre era usado nas festas, nos shabats, nos casamentos e na Ceia do Senhor. Aponta para aliança. Pactos e alianças são firmados com o fruto da uva.

A uva aponta para unidade. Um homem sozinho jamais cuidava de uma vinha. As famílias se reuniam e todos cuidavam da vinha juntos. A colheita era feita também por toda a família. Era um empreendimento laborioso é caro. As coisas de valor são alcançadas por trabalho zeloso.

A uva nasce em cachos e não separadamente. Uva aponta para unidade de propósito. A UVA aponta para unidade do Corpo de Cristo, unidade de propósito.

  • Jesus comparou seu reino a uma videira
  • O profeta Oséias faz a comparação de uma vinha produtiva e saudável com o que Deus deseja de Israel

Entrar na terra prometida significa que teremos êxito à medida que caminharmos em unidade como igreja e como família.

Veja os demais vídeos e esboços da série FRUTO DO ESPÍRITO:

Produzindo Frutovídeoesboço

Escolhidos para Frutificarvídeoesboço

A Síndrome da Figueira Frondosavídeoesboço

A Bíblia fala de sete frutos que haviam na Terra Prometida –  esboço

4. FIGO – FRUTO DA PROTEÇÃO

O figo aponta para doçura e alegria. Aponta para satisfação na vida, no ministério, na vida familiar, na vida profissional. Aponta para a independência financeira.

Juízes 9 conta uma parábola com vários tipos de arvores. Uma delas era a Figueira, ela não quis reinar sobre as outras porque era feliz em quem era. Se sentia realizada como era.

Para os judeus, fracassar a safra de figos era uma desgraça e considerado um castigo divino, resultando em miseria e aflição.

O fruto da figueira aponta para ser feliz em todas as áreas da sua vida. Alegria em ganhar vidas, alegria no ministério, alegria em fazer o que se gosta, alegria de trabalhar e ser bem sucedido. Realização. Prosperidade material.

  • Ezequias foi curado de uma úlcera com uma pasta de figos
  • Jesus comparou Israel com uma figueira frondosa mas sem frutos
  • Adão e Eva se cobriram com folhas de figueira

A figueira é uma árvore que pode chegar a 9 metros, traz uma grande sombra e vive até 400 anos e, portanto aponta para fidelidade nas alianças.

5. ROMÃ – FRUTO DA PROFECIA

As roupas dos sacerdotes, o Tabernáculo e as colunas do Templo eram ornamentados com romãs feitas em ouro.

Apontavam para a voz profética. Quando o Sacerdote andava fazia barulho anunciando que o Profeta estava chegando. Quando ele passava todos paravam para ouvir o que ele tinha a dizer.

A romã é um fruto que aponta para a fertilidade. Ela traz dentro do seu fruto, cerca de 600 sementes, apontando para a Palavra de Deus que nutre e gera vida.

A romã aponta para o E.S. que nos guia com sua voz suave e para a beleza da palavra que nos liberta de todo jugo.

6. AZEITONA – FRUTO DA UNÇÃO

É a unção que quebra todo jugo. A igreja precisa estar sempre quebrando jugo de religiosidade e tradicionalismo, assim como todo jugo na mente das pessoas.

A azeitona e o azeite aparecem em toda a história da humanidade. Uma oliveira pode durar até 2.000 anos, atravessando gerações. Uma oliveira pode produzir em um ano entre 60 e 65 litros de azeite.

A oliveira também era uma arvore que trazia cobertura, ou seja, proteção. Na festa dos Tabernáculos as cabanas eram cobertas com folhas de oliveira e palmeiras. Quando não se tem cobertura torna-se vulnerável.

Haviam 4 tipos de azeite:

1ª prensa, era o melhor azeite, era utilizado apenas no Tabernáculo ou para unção de Reis, sacerdotes e profetas.

A 2ª prensa era o óleo utilizado para acender a Menorah no Tabernáculo. Aponta para luz, discernimento para não sermos confundidos.

A 3ª prensa o azeite era utilizado para alimentação. Aponta para cura em todos os níveis.

A 4ª prensa o óleo era utilizado para higiene. Fazia-se sabão, graxa, óleo para móveis.

  • A viúva tinha somente um punhado de trigo e um pouco de azeite para fazer o último pão e morrer, mas a unção de Deus a fez prosperar e não passou fome (Elias)
  • Eliseu multiplicou o azeite da viúva que só acabou quando acabaram as vasilhas, vendeu e ganhou dinheiro.

A AZEITONA aponta para unção que quebra o jugo, cura e multiplica as bençãos.

Veja os demais vídeos e esboços da série FRUTO DO ESPÍRITO:

Produzindo Frutovídeoesboço

Escolhidos para Frutificarvídeoesboço

A Síndrome da Figueira Frondosavídeoesboço

A Bíblia fala de sete frutos que haviam na Terra Prometida –  esboço

7. TÂMARA – O FRUTO DA CONQUISTA DE TERRITÓRIO

Tamara alude à perfeição contida nas provisões divinas, afinal elas propiciam o alimento para o corpo e a beleza para os olhos, porque imitam Sua imagem e Sua bondade.

O mel citado nestes versos não era o de abelhas que nós comercializamos em nosso país e sim o mel da doçura das Tâmaras.

A árvore da Tâmara é a Palmeira e pode chegar a 24 metros de altura. Portanto seu fruto é muito bem protegido e exige bastante empenho para obtê-lo.

A promessa de uma terra que mana leite e mel é promessa de conquista. Antigamente as tamareiras levavam de 80 a 100 anos pra produzir os primeiros frutos, atualmente, com as técnicas de produção modernas, esse tempo é bastante reduzido.

Com a unção de Deus podemos entrar na terra prometida mais cedo e usufruir o quanto antes destas bençãos.

A TÂMARA aponta para conquista do território e o doce sabor da vitória e conquistas em Deus.

CONCLUSÃO:

É Tempo de entrarmos em um novo nível espiritual. Tempo de comermos o melhor fruto da terra.

Não sei em qual etapa da conquista da terra prometida você se encontra, mas nosso senhor deseja que você continue a caminhada até a conquista completa.

Talvez você esteja vivenciando um ou mais destes frutos neste momento em sua vida:

  • Trigo da renúncia
  • Cevada do resgate
  • Uva da cumplicidade em aliança
  • Figo da proteção
  • Roma profética
  • Azeitona da unção
  • Tamara doce como a vitória e conquista

Não importa qual seja ele, coloque-se diante de Deus que Ele irá lhe mostrar com Sua unção o caminho que você deve seguir para entrar na Terra Prometida, conquistá-la e desfrutar da abundância do leite, mel e frutos que ela entrega a você.

Veja os demais vídeos e esboços da série FRUTO DO ESPÍRITO:

Produzindo Frutovídeoesboço

Escolhidos para Frutificarvídeoesboço

A Síndrome da Figueira Frondosavídeoesboço

A Bíblia fala de sete frutos que haviam na Terra Prometida –  esboço

Share this article

Comments

  • Valdinei
    30 de setembro de 2018

    A paz de Cristo PR, muito bom esse seu pensamento sua aplicação amei Deus abençoe.

  • JOSE ROBERTO SANTOS
    6 de outubro de 2018

    Shalom, que entendimento, revelação tremenda, Deus te abençoe!

Deixe Seu Comentário