A Fé Começa em Casa

“Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração.
Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.” (Deuteronômio 6:6-7)

Introdução

Nosso coração se alegrou muito quando recebemos o convite para escrever no ICHTUS uma série de artigos na área de família e criação de filhos. Nós conhecemos o Vinicios e a Sandra há quase 30 anos e sabemos do seu comprometimento com o Reino de Deus e a seriedade do trabalho que desenvolvem.

A Telma e eu temos trabalhado na área de família desde 1994, quando participamos do nosso primeiro encontro de casais, em seguida, em 1998 ministramos pela primeira vez o MMI (2=1, Casados para Sempre), depois o Aliança e posteriormente palestras em encontros de casais em diversas cidades.

Este ministério teve início de verdade quando tomamos a decisão de ter uma família segundo o coração de Deus e de nos unirmos numa aliança inquebrável, indissolúvel e como casal fizemos um acordo e decidimos educar nossos filhos usando valores cristãos em casa, na escola, na igreja e qualquer outro lugar em que estivessem.

Devido a isto, denominamos esta série de artigos de “A FÉ COMEÇA EM CASA“, o qual está perfeitamente alinhado com o que pensamos e com a maneira como as famílias passaram a enxergar a igreja.

Ao longo desta série iremos compartilhar com vocês nossas experiências nesta área, algumas vezes lembrando algum episódio pitoresco que possa retratar o tema proposto, sempre percorrendo as diversas situações que surgem no convívio familiar.

Contamos com você ao nosso lado nesta jornada, para ler, meditar, aplicar na sua família e comentar. Queremos conhecer sua opinião sobre cada artigo e estamos abertos a sugestões de temas que possam ser inseridos, sempre que possível, dentro de nosso plano de trabalho.

Apresentação

Hoje nós congregamos na IBNC – Igreja Batista Nacional no Cajuru, atuando no Ministério de Casais (AMAR – Aliança Matrimonial Restauradora) e Veredas Antigas, além do Luís Antonio ser pastor auxiliar.

O Luís Antonio também trabalha numa empresa de automação comercial e mantém seu site com artigos técnicos e teológicos, enquanto a Telma é artista plástica, ministra aulas em seu ateliê, participa de exposições e mantém seu site na área.

Quando ministramos a palestra “Pais e Filhos” no encontro de casais, nós nos apresentamos fazendo uma espécie de jogral.

Eu inicio dizendo:

— Eu sou o Luís Antonio da Telma.

— E eu sou a Telma do Luís Antonio. Diz ela.

E de forma intercalada:

— Somos Casados para Sempre,

— Firmados em Aliança,

— Pais para Toda a Vida de Bruna, Luís Felipe, Gustavo Henrique e Leonardo Augusto, e

— Restauradores de Veredas.

Estes títulos se referem aos nomes de cursos de casais e de libertação que participamos e ministramos na comunidade que participamos em Curitiba.

Como estes, hoje existem muitos cursos, treinamentos e livros. Em 1986, quando nos casamos, não havia tanto acesso a materiais como hoje, ao menos não conhecíamos, e nós não sabíamos como proceder. Nosso pastor, o saudoso Pr. Raul Weigter, um dos líderes do movimento de renovação espiritual batista no Paraná, nos ajudou dando de presente dois livros a respeito de casamento, um direcionado ao marido e o outro à esposa.

Este foi todo o nosso ensino antes de casar, ou melhor, na data do casamento. Mas nós tínhamos em nosso coração um desejo de ter uma família segundo o coração de Deus, e nos firmamos neste propósito.

O que precisamos na vida é de propósito. Para cumpri-lo buscamos e aplicamos o conhecimento, ajustando o propósito aos ensinos de Jesus para a família e então rumamos na direção correta.

Não há como ter uma família abençoada sem uma Aliança entre os cônjuges, vivendo em acordo e com um propósito bem estabelecido.

Em Cristo,

Luís e Telma Luize

“Senhor Jesus, Tu que és a terceira parte do meu relacionamento conjugal, eu Te convido a fazer parte da minha família e firmo uma aliança com meu cônjuge. Ajuda-nos a andar em acordo e firmados num santo propósito contigo. Te dou a liberdade de agir em minha família para nos alinharmos ao Teu plano para nós. Que possamos te glorificar cada dia mais.”

Luiz Antonio Luize

Share this article

Comments

  • Maria Regina Duarte Murback
    19 de fevereiro de 2014

    Estou precisando de Oração : tomei uma decisão . Estou debaixo da cobertura do meu Pastor . Estou coberta com o Sangue de Jesus ! Os Anjos do Senhor estão acampados em volta de mim . Porém estou triste : preciso de uma Palavra Em Nome do Senhor Jesus !

  • Ana Paula
    19 de fevereiro de 2014

    Que Deus abençoe e alcance pessoas através dessas mensagens.
    Só discordo de uma coisa: “Jesus, Tú és a terceira parte do meu relacionamento”.
    Creio que Jesus é a primeira parte em tudo em nossas vidas, principalmente em nossos relacionamentos.
    Um abraço em Cristo,
    Ana Paula

  • Andrea
    19 de fevereiro de 2014

    A vossa alegria não é maior do que a nossa, de já nos sentirmos abençoados e ministrados pelo nosso Pai. Pelas vossas ministrações, bênçãos de Deus sobre vcs e família.

  • Sergio Fonseca Sant Anna
    19 de fevereiro de 2014

    A Paz do Senhor Luiz Antônio,

    Eu sou o Sergio da Rita, somos cônjuges há 37 anos e servos do Senhor Jesus aproximadamente há 12 anos. Somos Presbiterianos (IPB) e buscamos viver debaixo do senhorio do Senhor, Ele é nosso Salvador e Senhor (o mando pertence somente a Ele). Temos uma linda filha que tem a benção de estar gestante (1ª neta) e ficaremos felizes em receber esta série de artigos escritos por vc, na área da família.

    Somos leitores da ICTHUS desde 2000 e garotinho, amamos os escritos do P.Vinicicios e garanto que os seus escritos serão de relevantes aprendizados para nós. É um Ministério que nos afeiçoamos muito porque, em princípio, cremos que a FAMÍLIA é um propósito de Deus, portanto….

    Deus os abençoe sempre.

  • mirian
    19 de fevereiro de 2014

    Olá, bom dia!
    Estou ansiosa para ler as futuras mensagens.
    Que o Senhor ministre no coração de vcs graça e sabedoria. Que vcs sejam canais de Deus para falar a muitas vidas.
    Creio que família é projeto de Deus e estamos vivendo em um tempo que precisamos trabalhar por isso, nos esforçar por isso e viver essa verdade. Pois o que estamos vendo é a tentativa da degradação dessa verdade.
    Estou em oração e certa de que será uma benção!
    Graça e Paz
    Mirian

  • Jorge Audi
    19 de fevereiro de 2014

    Pr. Luís Antônio,

    Seja muito benvindo a esse trabalho magnífico que com certeza tem mudado em muito a maneira de pensar dos que aqui visitam ou são convidados à compartilhar seus comentários.
    É com alegria que recebo este E-mail e tentarei ler a todos e se possível compartilhar minhas experiências.
    Assisti a um filme conhecido por nome ” Desfiando Gigantes” e em particular uma cena que mais me tocou foi a de um pai que ao ver o filho de seu amigo vir até seu escritório, pedir perdão “da forma dele” dizendo que a partir daquele momento ele iria mudar seu comportamento, onde esse pai acima citado afirma que daria um braço para ver seu filho fazer o mesmo, e fico me perguntando, sabendo que as palavras tem sua força, o que eu daria para que minha filha (adolescente) mudasse seu comportamento, ou seria eu quem teria de mudar?(creio que sim). Orem por isso. Quero muito mudar e ser um verdadeiro líder em “meu lar”.
    Em Cristo que nos fortalece, Amém.

  • Samir
    19 de fevereiro de 2014

    A fé no lar, é uma necessidade urgente do nosso século
    Li recentemente o livro de Mark Holmen “Igreja Lar” da Universidade da Família, e o indico para todos os líderes e pastores/as.
    Precisamos redescobrir a importância da fé em casa, pois, de lá é que reflete na igreja.
    Satisfação ao ler o comentário do casal Luís Antonio e Telma, que nos ajudará na direção desse tema importantíssimo.
    Abraços
    Pr. Samir – Igreja Metodista – Bauru-SP

  • Marcus Antônio de Almeida
    19 de fevereiro de 2014

    É muito bom quando experimentamos unidade de pensamento e aprendizado no Espírito Santo de Deus. Que bênçãos sem medida caiam sobre este casal para todo sempre! E que muitos que tiverem o privilégio de interceptarem seu caminhar, sejam igualmente abençoados em Cristo Jesus!

  • Tati
    19 de fevereiro de 2014

    boa tarde! como devo reagir quando o afeto, amor, respeito entre os conjuges acaba? para um relacionamento amigavel a melhor saida decidida é a separação, e nosso filho como ensina-lo, orienta-lo que é melhor papai e mamae vivendo em casas separadas do que no mesmo lar com ofensas, discussoes, ate dormindo em camas separadas… me ajudem por favor…(meu filho tem 7 anos)

  • George
    19 de fevereiro de 2014

    Sejam bem vindos

  • Villar
    19 de fevereiro de 2014

    Amém queridos, estaremos aguardando. O relacionamento conjugal e o dia a dia da família é problemático e muitos não gostam de abordar, mas é gratificante trabalhar nesta área.

  • ROSIMERE DO JOSE
    20 de fevereiro de 2014

    VCS SÃO BENÇÃOS NAS NOSSAS VIDAS E NA VIDA DE MUITOS, OBRIGADO POR TUDO

  • Priscila da Costa de Souza Matos
    20 de fevereiro de 2014

    Prezado Luis e Telma,
    Primeiramente quero agradecer por disponibilizar este texto, o qual ao ler lembrei – me do curso aliança, suas palavras são sábias e ao ler realmente pude sentir a presença de Deus.
    Eu louvo a Deus pela vida de vocês e será um prazer acompanhar os artigos.

    Um abraço

    Priscila e Raimundo

  • Joel de Souza Lins
    20 de fevereiro de 2014

    A paz do Senhor Jesus meu irmão, Gostei muito do seu artigo, continue enviando seus comentários que eu gosto muito abraços.

  • antonia de fatima s.lemes ribeiro
    20 de fevereiro de 2014

    SEMPRE TENHO LIDO E ENVIADO A MENSAGEM A MIM ENVIADA PELO EMAIL, GOSTEI DE MUITO DA SUA LUIZ.

  • Airton
    21 de fevereiro de 2014

    Luiz e Telma!

    Muito boa a iniciativa de vocês em falar sobre família. É tema atual, pois a família é uma instituição que está em crise. O que enseja conversas, debates, reflexões para orientar todos que desejam ter a própria família alinhada aos princípios divinos. Deus os abençõe nessa empreitada.

  • Eliene Souza Reis
    22 de fevereiro de 2014

    Também acho que essa iniciativa de ministração de mensagens para família é muito edificante. Família é projeto de Deus e o tempo urge,devido aos valores distorcidos, os projetos políticos, tentando acabar com a família, os investimentos do Governo de forma errônea para coisas que só apagam os valores familiares, tudo isso tem que ser combatido pela força da Palavra de Deus e intervenção poderosa do Espírito Santo. Precisamos despertar para a oração.

  • LECIANA ANTUNES DAS CHAGAS
    26 de janeiro de 2015

    gostaria de saber como faço para ser convidada com meu esposo para o congresso do MMI EM VITORIA DA CONQUISTA…

Deixe Seu Comentário